Mercado de Bens e Financeiro: a IS-LM

Resumos do capítulo 5 do livro Macroeconomia – Teoria e Política Econômica, de Olivier Blanchard – Análise Macroeconômica – Prof. Fernando Ferrari Filho

1. O MERCADO DE BENS E A RELAÇÃO IS

  • Equilíbrio do mercado de bens → produto = demanda → Y = Z
  • Demanda = C + I + G
  • Renda disponível → C = Y – T
  • I = S + (T – G)

INVESTIMENTO, VENDAS E TAXA DE JUROS

  • Investimento: gasto das empresas com novas máquinas e instalações → depende de 2 fatores:
  1. Nível das Vendas/ Produção(Y): ↑ Y ↑ I  relação diretamente proporcional;
  2. Taxa de Juros:  ↑ i ↓ I  relação inversamente proporcional.
  • I = I ( Y+, i- )

A CURVA IS

  • Levando em conta a relação anterior (de I), a condição de equilíbrio do mercado de bens é:  Y = C (Y-T) + I (Y, i) + G
  • Produto = Produção = Renda
  • ↑ Y ↑ Z = um aumento do produto leva a um aumento da demanda, mas cada unidade de aumento do produto provoca um aumento menor do que uma unidade na demanda. Por isso, não temos uma reta, mas uma curva.
  • Na prática, a resposta da demanda à produção é menor do que 1 para 1.
  • Um aumento na taxa de juros faz diminuir o investimento; assim, a diminuição do investimento diminui a produção, o que reduz ainda mais o consumo e o investimento. Logo, a diminuição inicial do investimento provoca uma diminuição ainda maior do produtoefeito multiplicador
  • O produto é uma função decrescente da taxa de juros, portanto, a curva IS tem inclinação negativa (clique na figura abaixo).
  • Quanto mais alta a i, mais baixo será o nível de equilíbrio do produto.

DESLOCAMENTOS DA CURVA IS

  • A curva IS se desloca para a esquerda: a qualquer taxa de juros, o nível de equilíbrio do produto será mais baixo do que antes do aumento dos impostos.
  • Para dada i → T↑ Y↓
  • A curva IS se desloca para a direita: a qualquer taxa de juros, o o nível de equilíbrio do produto será aumentado quando, por exemplo, diminuírem-se os impostos, aumentarem-se os gastos do governo ou da confiança do consumidor.
  • Em suma: as alterações de fatores que diminuam ou aumentem a demanda por bens, a qualquer taxa de juros dada, fazem com que a curva IS se desloque para a esquerda ou para a direita, respectivamente.

2. OS MERCADOS FINANCEIROS E A RELAÇÃO LM

  • Equilíbrio: oferta de moeda = demanda por moeda
  • M = $YL (i)
  • Lado esquerdo: oferta de moeda → Ms = M
  • Lado direito: demanda por moeda → Md = $YL(i)
  • ↑ $Y (renda nominal) ↑ Md
  • ↑ i ↑ Md

MOEDA REAL, RENDA REAL E TAXA DE JUROS

  • Nova condição de equilíbrio: a oferta real de moeda – estoque em bens, não apenas em dólares – é igual à demanda real por moeda, que, por sua vez, depende da renda real (Y) e da taxa de juros (i).
  • M/P = $YL(i)/P → M/P = YL(i)

A CURVA LM

  • O aumento na renda (Y→Y’) provoca, a uma dada taxa de juros, o aumento da demanda por moeda. Dada a oferta de moeda, isso faz com que a taxa de juros de equilíbrio aumente.
  • ↑ Y  ↑ Md  ↑ i
  • 2 efeitos: 1) aumento da renda faz com que as pessoas queiram deter mais moeda e 2) aumento da tx. de juros faz com que as pessoas queiram deter menos moeda.
  • Logo, a taxa de juros tem que subir até que os dois efeitos se cancelem mutuamente → quando demanda por moeda se igualar à oferta por moeda inalterada (equilíbrio)

  • O equilíbrio nos mercados financeiros implica que quanto maior for o nível do produto, maior será a demanda por dinheiro e, portanto, maior a taxa de juros de equilíbrio.
  • Essa relação nos dá uma curva ascendente → curva LM (gráfico da direita na figura acima)
  • Em suma: o equilíbrio nos mercados financeiros implica que, para dado estoque de moeda, a taxa de juros é uma função crescente do nível de renda.

DESLOCAMENOS DA CURVA LM

  • Fatores que deslocam a curva LM: variações no estoque nominal de moeda (M) ou variações no nível de preços (P).
  • Supomos um aumento da oferta nominal de moeda (M→M’), com nível de preços inalterados, onde a oferta real de moeda eleva-se de (M/P → M’/P). Para qualquer nível dado de renda (Y), esse aumento de moeda provoca a diminuição da ieq  (tx. juros equilíbrio) de i→i’
  • A curva LM se desloca para baixo

  • Portanto: o aumento de moeda desloca a curva LM para baixo; a diminuição de moeda desloca a curva LM para cima.
  • Para dada Y →  M/P ↑  i ↓

3. O MODELO IS-LM

  • Relação IS → Y = C (Y-T) + I (Y, i) + G
  • Relação LM → M/P = YL(i)
  • Equilíbrio geral: ponto em que há o encontro das curvas IS e LM, onde há equilíbrio tanto no mercado de bens quanto nos mercados financeiros.
  • O equilíbrio no mercado de bens implica que Y seja função decrescente da taxa de juros (i).
  • O equilíbrio no mercado financeiro implica que a taxa de juros (i) seja função crescente do produto.

POLÍTICA FISCAL, NÍVEL DE ATIVIDADE E TAXA DE JUROS

  • Política Fiscal Contracionista (Contração Fiscal): T↑ ou G↓ →  Yd↓  C↓  D↓  Y↓  i↓ = aumento dos impostos desloca a curva IS para a esquerda
  • Política Fiscal Expansionista (Expansão Fiscal): T↓ ou G↑ →  Yd↑  C↑  D↑  Y↑  i↑= diminuição dos impostos desloca a curva IS para a direita
  • O que ocorre com a curva LM quando os impostos sobem? Nada.
  • Os impostos não aparecem na relação LM, logo, não deslocam a curva LM.

  • Ao passo que a curva IS se desloca, a economia se move ao longo da curva LM para um novo ponto de equilíbrio.
  • A diminuição do produto e da renda, pelo efeito multiplicador, provoca redução da demanda por moeda (Md), logo, queda na taxa de juros (i).
  • O declínio da taxa de juros mitiga o efeito dos impostos mais altos sobre a demanda por bens. Basta lembrar que i↓  I↑ (mas depende do tipo de investimento também).

POLÍTICA MONETÁRIA, NÍVEL DE ATIVIDADE E TAXA DE JUROS

  • Política Monetária Expansionista (Expansão Monetária):  M/P ↑  i↓ → I↑  Yd↑  C↑  Y↑
  • Política Monetária Contracionista (Contração Monetária): M/P↓  i↑ → I↓  Yd↓  C↓  Y↓
  • O que ocorre com a curva IS quando a oferta de moeda sobe? Nada.
  • A oferta de moeda não afeta diretamente nem a oferta nem a demanda por bens.

  • Na expansão monetária, ao contrário da contração fiscal, a renda mais alta e impostos inalterados, o consumo aumenta. Com as vendas em alta e a taxa de juros em baixa, certamente os investimentos irão aumentar (de todos os tipos).
  • A expansão monetária incentiva os investimentos mais do que a contração fiscal.

3 pensamentos sobre “Mercado de Bens e Financeiro: a IS-LM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s