As Alianças e o Plano Inclinado que levou à Guerra, 1890-1914

Ficha de estudos sobre texto do livro “Ascensão e Queda das Grandes Potências” de Paul Kennedy – História das Relações Internacionais II – Prof. Paulo Gilberto Fagundes Vizentini

  • A modificação do sistema das grandes potências em fins do século XIX se deu pelas alterações provocadas pelo sistema bismarckiano, que pela primeira vez na história, procurou alianças em tempos de paz.

Exemplos: aliança austro-alemã (1872-73), aliança Alemanha-Itália (1882), aliança Áustria-Hungria e Alemanha com a Romênia (1883).

  • Após 1905, verificou-se uma tendência de os países lutarem em coalizão, não mais sozinhos:  enrigecimento dos blocos.
  • Bismarck, através dos acordos secretos que fizera tanto com Rússia quanto com França, acabou alertando indiretamente os dois países de que um isolamento neste período era fatal e, assim, estes passaram a buscar cada vez mais aliar-se, temerosos que estavam da Alemanha.
  • Com a aliança entre França e Rússia, em 1894, os blocos passam a equilibrar-se, o que significa duas coisas: a eclosão de um conflito incalculável ou a não-agressão pelo equilíbrio de forças.
  • Década de 1890: preocupações com a África do Sul, Extremo Oriente, Vale do Nilo e Pérsia, além de ser uma década de “corrida naval”, o que preocupa a Grã-Bretanha.
  • O Império Britânico rompe o seu isolacionismo esplêndido, propõe uma aliança com a Alemanha e passa a fazer concessões diplomáticas principalmente no escopo das relações anglo-americanas.  Em 1902, firma também alianças com o Japão e, futuramente, com a França.
  • 1904: criação da Entente Cordiale entre Inglaterra e França.
  • Guerra Russo-Japonesa (1904-1905): Inglaterra e França viram-se num impasse, pois esta tinha acordos com a Rússia e aquela com o Japão. Em 1904, criaram uma aliança entre si: a Entente, encerrando as discordâncias coloniais anglo-francesas e, assim, não interferiram no conflito.
  • Conferência de Algeciras (1906): significou o fracasso da diplomacia alemã, pois os interesses da França no Marrocos foram atendidos.
  • 1907: aliança anglo-russa – elimina os desentendimentos entre Inglaterra e Rússia quanto ao Tibete, Pérsia e Afeganistão e, agora com a Tríplice Entente (Inglaterra, França e Rússia) consolidada, a Alemanha sente-se acuada.
  • 1908-1909: intensificação da corrida naval na Alemanha, através do programa de construções de Tirpitz, o que ameaça a Inglaterra e aumenta suas rivalidades para com os alemães, pois se sente ameaçada no Mar do Norte. No mesmo ano, a indignação russa pela anexação da Bósnia-Herzegovina pela Áustria-Hungria, acirra os desentendimentos para com a a Alemanha, o que gera um crescimento da corrida armamentista e do nacionalismo no Império Russo.
  • 1911: a Segunda Crise do Marrocos – provoca euforia patriótica na França e na Alemanha, a partir da consolidação da Tríplice Entente, haja vista a defesa da Inglaterra em favor da França na questão.
  • 1912: reaparecimento da questão balcânica, quando se forma a Liga de Países dos Balcãs, expulsando definitivamente o Império Otomano da Europa. Isso significou a ascensão da Sérvia, o descontentamento da Áustria-Hungria, a preparação da Rússia para apoiar militarmente os estados balcânicos  e uma aproximação da Alemanha com a Turquia.
  • A partir daí as potências já preparam seus planos de guerra:  Plano Schlieffen (Alemanha), Plano XVII (França), preparação da Inglaterra para defender a França no caso de um ataque alemão, preparação da Áustria-Hungria para invadir a Sérvia e também o Império Russo e preparação da Rússia para invadir o Império Austro-Húngaro e a Alemanha.

Erro de cálculo: todos os países acreditavam que a guerra seria rápida e pontual, porém não contaram com as inovações técnicas que seriam usadas na guerra (trincheiras, metralhadoras, submarinos, torpedos, minas, armas químicas, entre outras). Além disso, o novo sistema de alianças foi decisivo para o prolongamento do conflito: venceria o bloco com maiores recursos militares, navais, financeiros (maior número de colônias, maior capacidade de produção de alimentos e maiores capitais), industriais, populacional e tecnológico. :o

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s